Rio de Janeiro – A Nissan confirmou recentemente o início das vendas do Novo Nissan Sentra no mercado brasileiro para o final de março. Os consumidores brasileiros terão, então, a oportunidade de presenciar mais um capítulo da longa história desse sedã, que está em sua oitava geração.

Apesar de ter se tornado um nome global em 1982, e ter suas gerações contadas a partir desse marco, a jornada do que seria a linha Nissan Sentra começou bem antes. Teve início no Japão com o lançamento na década de 1960 de um sedã chamado Nissan Tsuru, nome de uma ave sagrada do país, que é símbolo da saúde, da boa sorte, felicidade, longevidade e da fortuna.

Esse foi o nome do que pode ser considerado o antepassado da família do carro Sentra que, por sua vez, foi o primeiro produto da empresa japonesa sob a identidade Nissan nos Estados Unidos, mercado no qual foi substituto direto do Datsun 210, inicialmente importado do Japão.

O sedã foi vendido com diferentes nomes pelo mundo nas últimas décadas. Nos Estados Unidos, por exemplo, começou como Sunny. No México e em algumas regiões da América Latina foi conhecido, logo no início, como Lucino.

Sentra é uma palavra originária do grego “kentron”, que significa “centro” e se refere a algo central, que tem o tamanho ideal para proporcionar segurança e conforto. No Brasil, a trajetória do sedã começou em 2004, ano do lançamento do modelo em nosso mercado. Uma história que vai ganhar um novo capítulo com a chegada ao país do Novo Nissan Sentra, que mantém a tradição de sua linhagem, mas também inova com muita tecnologia de ponta e design diferenciado.

Tendo como base o início oficial do nome Sentra para o sedã médio da marca, as gerações vêm evoluindo constantemente na ordem a seguir:

Nissan Sentra 1ª Geração (1982)

Foi vendida em alguns mercados de 1982 a 1986 nas versões cupê, sedã de duas ou quatro portas, hatchback de três portas, perua e Sport Coupé hatch. Foi fabricado em Smyrna, Tennessee, nos Estados Unidos, representando cerca de 22% das vendas da marca na América do Norte em 1986.

Nissan Sentra 2ª Geração (1987)

Nessa primeira mudança, as opções de carroceria foram mantidas. A suspensão independente nas quatro rodas, no entanto, foi radicalmente modificada, com o modelo ganhando também freios a disco nas quatro rodas.

No México, foi batizado de Nissan Tsuru II e estava disponível como sedã de 2 ou 4 portas e perua. O cupê foi batizado de Nissan Hikari. Em 1988, foi lançado no mercado mexicano uma versão esportiva rara equipada com motor turbo de injeção de combustível de 1,6 litro. Essa geração também foi exportada para alguns mercados da América Central e do Sul, como Peru, Chile e Bolívia. No Chile, o carro mexicano recebeu o emblema “Sentra”.

Nissan Sentra 3ª Geração (1990)

O desenho ficou menos quadrado e somente as versões cupê e sedã de quatro portas, com opções de câmbios manual de quatro e cinco velocidades e automática de três ou quatro, foram mantidas. Era equipada com motor 1.6 com injeção de combustível que desenvolvia até 126 cv. Tinha versões de entrada (sem identificação), E, XE, SE e GXE.

Em 1993, o modelo recebeu uma repaginação (facelift) que incluiu atualizações internas, inclusão de airbag do motorista de série para a topo de linha GXE e opcional para outros acabamentos. Esta também foi a geração na qual o Sentra SE-R foi introduzido, com motor de 140 cavalos.

Nissan Sentra 4ª Geração (1995)

Aqui, a Nissan decidiu manter o nome Sentra apenas para o sedã. E também introduziu uma opção de 2 litros, de 140 cavalos. Tanto este como o 1,6 litro vinham com correntes de distribuição ao invés de correias dentadas, algo que os modelos da marca japonesa mantêm até hoje.

Em 1998 recebeu itens de desempenho e rodas de liga leve de 14 polegadas (na versão topo de linha GXE), além das edições especiais SE e Special, que vinham com rodas de liga leve de 15 polegadas.

Nissan Sentra 5ª Geração (2000)

O redesenho deu ao modelo uma presença mais substancial para coincidir com seu crescimento em tamanho e foi construído na plataforma Nissan MS.

As opções de motor eram a 1,8 litro, de quatro cilindros com 126 cavalos de potência e transmissão automática de quatro marchas ou caixa manual de cinco marchas, e o quatro cilindros de 2,5 litros, com 165 cavalos de potência – 175 cv na versão Spec V mais esportiva. Esse motor foi originalmente criado para o Nissan Altima.

O SE-R Spec V tinha assentos de corrida inspirados no Nissan Skyline e um volante grosso revestido de couro. A Nissan atualizou o Sentra para o ano-modelo de 2004, que apresentava leves mudanças de design interior e exterior – essa versão foi a que estrou no mercado brasileiro em 2004, com motor 1.8.

Em mercados onde o Sentra ou o Sunny não eram vendidos, a Nissan oferecia um modelo semelhante chamado Nissan Bluebird Sylphy, como no Japão. Na Europa, o Bluebird Sylphy era conhecido como Nissan Almera e, na Austrália e Nova Zelândia, como Nissan Pulsar.

Nissan Sentra 6ª Geração (2006)

O Sentra aumentou de tamanho para permitir o lançamento e o posicionamento de um novo modelo mais compacto, o Nissan Versa. Esta geração era maior em quase todos os aspectos do que a anterior e apresentava uma distância entreeixos com quase quinze centímetros a mais.

No Brasil, essa geração estreou a opção flex fuel de motor.

Nissan Sentra 7ª Geração (2013)

Para essa geração, a Nissan decidiu que Sentra e Sylphy passassem a ser um único modelo global no desenvolvimento. Assim, o novo desenho mundial foi revelado no Salão de Pequim de 2012, como Nissan Sylphy. O objetivo da Nissan era globalizar o Sentra, introduzindo-o em mais de 120 países.

O desenho da carroceria foi pensado para ser aerodinâmico e com sensação premium com a introdução de faróis e lanternas com LED, tampa do porta-malas em ângulo agudo e acabamento cromado, além de amplo espaço interno. Tinha ainda itens inéditos como a chave inteligente i-Key, botão de partida e controle climático de zona dupla.

Como parte da estratégia para reforçar o sucesso do Nissan Sentra, o sedã recebeu uma significativa reformulação externa para seu modelo 2017, apresentando a grade em V, refletindo o novo DNA da Nissan, além da adição de um conjunto de tecnologias assistivas em gestão e segurança do Nissan Safety Shield. Entre elas, Alerta de Ponto Cego (BSW) e Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro (RCTA).

Nissan Sentra 8ª Geração

...no Brasil, no próximo mês

# # #

Contatos

Para mais informações, press releases e imagens, visite a Sala de Imprensa da Nissan em:
brazil.nissannews.com/pt-BR

Alexandre Carvalho
Coordenador de Comunicação de Produto
+55 11 4504-3214
alexandre.carvalho@nissan.com.br

Mila Poli
Gerente Sênior de Comunicação Corporativa
+55 21 96960-3131
mila.poli@nissan.com.br

Emitido pela Nissan